“Quantos distribuidores há na minha cidade?” – Objeções em MLM

Hoje vou falar de uma objeção muito comum em prospetos que estão a analisar pela primeira vez um negócio em Marketing de Rede… a ilusão do excesso de concorrência e a falha na identificação da sua verdadeira concorrência.

De onde vem esse medo?

Sinceramente, acho que vem do facto desses prospetos ainda não terem percebido realmente o potencial do Marketing de Rede e da construção de redes de distribuidores, aliada a uma visão de venda de produto e acharem que a cidade se resume ao grupo das 15 pessoas com quem se dão melhor.

Não estou a ser mau… muitos prospetos chegam à loucura de dizerem que não conhecem ninguém… como se vivessem isolados do mundo, sem nenhum tipo de contacto pessoal e abandonados pelos amigos de infância e familiares… tipo “Lost”, mas em que são os únicos protagonistas da série!

A forma como vêm o mundo dos negócios é simplesmente o fruto de anos de programação negativa, onde são convencidos que para terem sucesso, devem ser os únicos ou deter o monopólio do mercado… mas, que o melhor é mesmo ter um “emprego certo para toda a vida”!

Eles ainda não tiveram simplesmente a possibilidade de sair da ilusão e ver o mundo como ele realmente é… mas estão perto, pois já se decidiram a analisar uma oportunidade de Marketing de Rede.

Mas existe concorrência?

Claro que sim! Mas não da forma como eles a vêm…

Os prospetos olham para o mercado e imaginam logo que ele está repleto de distribuidores dessa empresa, e que por isso, existe muita concorrência… Errado!

O facto de existirem muitos distribuidores da mesma empresa é positivo para o negócio desses prospetos, pois faz com que os produtos/serviços sejam conhecidos da população, sendo por isso mais fácil de encontrar clientes interessados no que eles têm para oferecer ou encontrar pessoas interessados em aderir ao negócio.

Se os prospetos trabalharem a sua imagem de especialista na área, eles passarão a beneficiar do trabalho de divulgação que os outros distribuidores fazem, pois eles serão a referência para essa empresa na cidade onde residem, atraindo assim mais negócios.

E a verdadeira concorrência?

Bem… a verdadeira concorrência não está na empresa, mas sim nas outras empresas que trabalham na mesma área de atividade… e é com essa concorrência que os seus prospetos se devem preocupar e comparar a sua proposta.

Têm produtos equivalentes? A qualidade é equivalente ou inferior? Qual das marcas apresenta mais valor para o cliente final? O plano de compensação é mais rentável?… entre muitas outras questões.

É isso que deve mostrar aos seus prospetos quando lhe colocarem essa objeção.

Há alguns anos, li um livro muito interessante sobre as razões do sucesso da RE/MAX… para quem o quiser ler, ele chama-se “Todos Ganham”, onde se percebe que grande parte do sucesso da RE/MAX se baseia no facto de quanto mais consultores eles tiverem, maior  o potencial de ganhos desses consultores… ou seja, quantos mais consultores e lojas tiverem numa cidade (a tal falsa sensação de concorrência), mais negócio cada consultor terá a possibilidade de realizar por ano.

E você? O que costuma dizer aos seus prospetos quando lhe colocam esta objeção?

Alfredo Pinto

PS: Pretende ter sucesso e ser um Líder em Marketing de Rede? Trabalhe diretamente comigo e siga um plano de ação com provas dadas! Saiba mais aqui!

Imagem de photostock / FreeDigitalPhotos.net

 

Deixar uma resposta