A negação

A maioria dos prospetos estão em negação, e aí continuarão até que um dia abram os olhos… se esse dia chegar 🙂

Mas estão em negação de que? Infelizmente, as pessoas não conseguem muitas vezes admitir os seus problemas e acabam por não aceitar a nossa ajuda.

Temos por isso de mostrar às pessoas que podemos ser a solução para os seus problemas, esse é o maior desafio do marketing de atracão!

Existem apenas duas razões para as pessoas continuarem a negar e não tentarem resolver os seus problemas:

1. o problema não é suficientemente importante para eles ficarem focados na resolução dos mesmos.

2. eles não acreditam que ele será resolvido com os recursos que eles têm disponíveis (falta de tempo, falta de dinheiro ou requer muito esforço)

Se existe um problema, é porque existe uma necessidade! Temos por isso de identificar essa necessidade de modo a direcionarmos a nossa ação nesse sentido!

Os prospetos precisam de um sistema efetivo de recrutamento? Temos de mostrar que temos esse sistema disponível!

Os prospetos precisam de um sistema efetivo de formação? Temos de mostrar que temos esse sistema disponível!

Os prospetos precisam de um líder que as ajude? Temos de mostrar que podemos ser esse líder!

Mas… será isso suficiente?

Não, não é suficiente, mas é a base do seu trabalho de divulgação e construção do seu “Eu SA”.

Mesmo mostrando aos seus prospetos que os pode ajudar, eles so irão pedir o seu apoio ou mais informações sobre o que lhes pode oferecer quando eles não conseguirem aguentar os seus problemas.

Até esse dia, apenas tem de continuar a desenvolver a sua imagem de líder e oferecer soluções para os problemas dos seus prospetos sem esperar nada em troca.

E você? Já consegue identificar as reais necessidades dos seus membros? Enquanto não o conseguir fazer, não conseguirá identificar as necessidades dos seus prospetos.

Alfredo Pinto

PS: Pretende ter sucesso e ser um Líder em Marketing de Rede? Trabalhe diretamente comigo e siga um plano de ação com provas dadas! Saiba mais aqui!

Deixar uma resposta