Qualificas os teus prospectos?

Hoje venho falar-te da qualificação de prospectos, algo que parece ser surreal para muitas pessoas envolvidas em Marketing Multinível.

Quando iniciei o meu caminho nesta indústria, por falta de conhecimento e de quem me indicasse o caminho correcto a seguir, tinha a abordagem que a maioria das pessoas têm quanto a prospectos… tenho de inscrever o máximo de pessoas para criar a minha rede.

Não os qualificava, se queriam aderir, então dava-lhes as boas vindas de braços abertos… parece-te algo de familiar?

Mas com o passar do tempo fui aprendendo mais sobre esta indústria, tanto com a experiência própria de desenvolver a rede, como de formações e livros que lia sobre esta industria.

Fui percebendo que era contra-producente tentar inscrever o máximo de pessoas, que era melhor meter um travão e inscrever apenas aquelas que se enquadravam no perfil que fui identificando como o ideal para trabalhar comigo e desenvolver rede comigo.

Daí ter começado a qualificar os meus prospectos, de modo a ter uma melhor gestão do meu tempo e ter mais tempo disponível para aquelas pessoas que realmente o merecem.

Então em que consiste esse processo de qualificação?

Basicamente tenho uma pequena reunião com o prospecto (por skype, telemóvel ou presencialmente), e nessa reunião coloco questões de modo a perceber o que leva o prospecto a optar por trabalhar em Marketing Multinível, os seus sonhos e ambições. Se estou perante uma pessoa com experiência na indústria, também irei querer saber que experiências teve e tanto o lado positivo como negativo dessas experiências.

Se no final dessa reunião eu identificar que esse prospecto tem o perfil que procuro, então forneço-lhe mais informações sobre a oportunidade de negócio que desenvolvo… se não identificar o perfil, então não lhe forneço a informação.

Também existem casos em que não identifico o perfil que procuro, mas percebo que é um prospecto que poderá ser direccionado para a área comercial, e nesse caso, apresento-lhe o negócio na vertente da venda de produtos.

O facto desse prospecto nunca ter estado ligado a esta indústria ou já ter estado ligado, não influencia a minha escolha. Todos nós temos o nosso passado, e somos o resultado do somatório das experiências que tivemos nesse passado. O que procuro é o futuro que esse prospecto quer ter e pode ter com o meu apoio, da minha equipa e da oportunidade de negócio que represento.

Alfredo Pinto

PS: Pretende ter sucesso e ser um Líder em Marketing de Rede? Trabalhe directamente comigo e siga um plano de acção com provas dadas! Saiba mais aqui!

Imagem de bplanet / FreeDigitalPhotos.net

Deixar uma resposta